• RSS
  • Facebook
Postado por Deoclides Guimarães Filho - - Comente aqui!
A+ A-

pensandoPassar é ação indo.
Acontecer é vontade de ação.
Ficar exige estagnação.
Se acontecer  ação  passando no ficar
extrapola-se a inação
e não apenas  ficou.
Ficar com olhos desligados,
com mãos soltas,  corpo livre
como pêndulo ao vento,
Inanimado em si,
de pé,  sentado,  deitado,
qualquer  posição...
é só falta de ação.
Ficar  nem é castigo,
As vezes
fico e nada acontece
porque quando fico,  fico.
Fico surdo,  fico  mudo,  cego,  robô,
fico à mercê da situação.
Ficar é quase não existir.
Não existir é quase impossível.
Quase é o que nunca acontece,
nunca é.
Ficar quase foge um pouco do ficar
porque quase não  fica.
Está adoidado?
Perdido?
Abandonado?
Sem saber o que fazer?
Fique um pouco!
Ficar é como desligar o interruptor
para a energia,
mas não é permanente.
Cuidado!
Se permanercer  no  ficar,
atinge-se ao “Aqui Jaz”.
 Deoclides Guimarães Filho







tags: ,, ,

Uma resposta até agora.

  1. Uma linda poesia. Parabéns.
    Cair, levantar, seguir. ;)
    "quem quase morre está vivo, quem quase vive já morreu."

    Abraço carinhoso
    Serenissima

    Ah, esse trechinho é da crônica Quase, da Sarah Westphal Batista da Silva (que foi erroneamente atribuida ao LFV) ;)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

GOSTOU DO POST? COMENTE O TEXTO QUE ACABOU LER.

ESPAÇO RESERVADO PARA OS SEUS COMENTÁRIOS, DÚVIDAS, CRÍTICAS E SUGESTÕES.

SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS!

Ebook